quarta-feira, 14 de outubro de 2009

BH – CIDADE PECADO!

















Por Itamar Franco, mineiro e ex-presidente do Brasil.

Sucesso, muito sucesso. O FIQ mais uma vez foi palco de uma grande realização da Quase, não só pelo prestigioso povo mineiro que compareceu em larga escala ao nosso Stand, mas sobretudo pelas pequenas vitórias alcançadas, como as festas de lançamento n’A Obra e na Quina Galeria, e a exibição de nosso curta-metragem “TV Quase: Larga esse livro e vá assistir TV!” na mostra oficial do evento. Sinal de que a sociedade começa a aceitar a verdade.

Porém, nada disso seria possível sem a inestimável intervenção dos queridos amigos que compartilharam essas conquistas conosco: Batista e Porco da Mongoteca e suas irreverentes bandas FadaRobocopTubarão e Grupo Porco de GrindCore Interpretativo, Alex da revista Prego, Matias Maxx da revista Tarja Preta, a galera sensual das revistas Samba e Kowalski e o pessoal descontraído da revista Beleléu.

Impossível descrever todos os acontecimentos que nos abateram nesses dias, por isso estamos preparando um docu-drama especial sobre todas as mazelas sociais que são infligidas em editores independentes em uma feira internacional de quadrinhos, como pessoas maduras vestindo fantasias de elfos, mendigos cantores, tatuagens imprudentes e estratégias de marketing idiotas. Tudo isso e muito mais em “Quase – live in BH” (Classificação Indicativa: 10 arrobas). Enquanto isso não fica pronto aproveite as fotinhas abaixo (clique para ampliar).

Fotos: Luiz Navarro e Nathália Turcheti.