terça-feira, 8 de junho de 2010

BOLÃO DA CONTUSÃO


Historicamente, a Seleção Brasileira tem tido contusões e cortes às vésperas de copas do mundo, e as possibilidades disso acontecer novamente antes do início da competição na África do Sul é muito grande. Todos os países estão voltados para o esporte mais popular da Terra, e qualquer pessoa com bom senso sabe que Jesus muito provavelmente usará tamanha exposição na mídia para punir certos jogadores com azar e desgraça e premiar outros com glória e fortuna, como tem sido através dos tempos, muitas vezes de forma aleatória.

Como foi amplamente divulgado pelos meios de comunicação, o Brasil chora a não-convocação do craque Rodrigson Alexsanderson, deixado de lado pelo teimoso técnico Dunga. O momento então é de torcer pelo corte de um dos convocados, para que nosso craque possa brilhar nos gramados e florestas africanas.

É por isso que a Quase lançou o BOLÃO DA CONTUSÃO, para que possamos torcer, apostar e orar juntos, usando o poder do pensamento positivo e da fé em nome de nossos interesses particulares. E para te ajudar, segue uma lista com os jogadores com maiores chances de serem cortados às vésperas da glória:

JÚLIO CÉSAR (Aids): O goleiro da Inter de Milão é casado com Suzana Werner, ex-Ronaldo Fenômeno. Ronaldo tem, como exaustivamente divulgado pela mídia, o hábito de manter relações sexuais com travestis soropositivos, e seu affair mais famoso, “Andréa Albertino”, inclusive morreu de Aids recentemente. Não é preciso ser médico virologista para deduzir que Júlio é mais grupo de risco do que o Alexandre Frota e o Keith Richards juntos.

KAKÁ (Apodrecimento do Órgão Reprodutivo): O bom menino declarou que casou virgem, mas pode ter sido tarde demais. O acúmulo excessivo de esperma no saco escrotal dá origem a um curioso fenômeno: os espermas não expelidos morrem e apodrecem no interior do corpo do paciente, provocando uma inflamação grave que pode tirar o craque evangélico dos gramados e do leito de sua esposa, com a graça de Deus.

DONI (Estupro): Por ter nome de mulher, se assemelhar a uma mulher e estar sempre dando mole sem fazer nada no banco de reservas, o goleiro metrossexual tem grandes chances de ser vítima de estupro na África do Sul. Prática cultural cotidiana no país, o estupro deve ser respeitado por visitantes internacionais. A delegação brasileira já foi instruída a não reagir caso o alegre povo sulafricano receba a Seleção Canarinho com seu calor humano e sexualidade livre.

Faça suas apostas! Mande suas contusões favoritas e seus craques mais frágeis! Falta menos de uma semana para Rodrigson Alexsanderson ter a última chance de entrar para a história na África do Sul, e quem sabe negociar um contrato melhor no futuro para continuar pagando pensão alimentícia aos seus 8 filhos! Participe! Pelas crianças!