quarta-feira, 21 de julho de 2010

HANDSOME ESTÁ DE VOLTA NOVAMENTE

Por Glória Maria, jornalista poliglota e conservada que andou sumida por uns tempos, mas está voltando cheia de novidades.

O lançamento mundial da música “Omottemonakatta Mikazuki No Hi”, do já renomado cantor e sex-symbol Handsome (bonitão), mostra que ainda há espaço para a poesia dentro do confuso mundo da pop music asiática. A canção lançada na semana passada desbancou nada mais nada menos que Tizuka Yamazaki no top10 da MTV japonesa.

Handsome entrou para o show business ainda muito cedo interpretando garotinhos orientais nos sucessos “Indiana Jones e o Templo da Perdição” e “Os Goonies”, mas depois de descobrir que era fruto de um tórrido romance entre Fábio Jr e Yoko Ono, se revoltou com o meio artístico e seguiu a carreira de motorista de caminhão de calcinhas perfumadas, onde foi descoberto pelo empresário capixaba Fábio Mozine durante uma emocionante apresentação num videokê de beira de estrada.

A beleza da artista plástica e a virilidade de Jr. foram os ingredientes necessários para o surgimento do fenômeno que encanta homens e engravida mulheres em todo o mundo. Com suaves melodias, o trovador do oriente seduz jovens inocentes como um boto nipônico numa explosão atômica de razão e sensibilidade.

A canção “Omottemonakatta Mikazuki No Hi”, que significa “Sinto Sua Falta” conta a triste história de um churrasqueiro que se apaixona por uma gordinha gostosa viciada em churrasco. Ele passa então a seduzir sua musa com as carnes mais suculentas, causando sua morte por entupimento de artérias vasculares do coração e do cérebro. A tragédia não abala nosso obstinado Romeu que vê em cada nova picanha um pedaço de esperança. Como é uma trama profunda, emoldurada pela sensibilidade de um poeta, a música, bem como o clipe, fica difícil de ser apreciada para a maioria das pessoas. Apesar de não ser muito familiarizada com japonês, gosto de pensar que ele canta sobre mim. Sonho um dia estar frente a frente com essa lenda viva assim como estive com Freddie Mercury batendo altos papos sobre sexualidade e liderança. Talvez Handsome, ao contrário do falecido cantor aidético da Ilha de Zanzibar, não me negue uma singela demonstração.